Diferenças entre farol baixo, alto, de milha, de neblina e DRL


Para garantir uma boa segurança no trânsito, o condutor deve sempre fazer o uso correto dos tipos de faróis do automóvel em que está. Assim, ele também conseguirá ter uma boa visão do que ocorre à sua frente e permitirá que os outros veículos ou pedestres o vejam.



Para utilizar sempre o farol adequado para o momento, veja a seguir as diferenças entre os faróis existentes atualmente: o farol baixo é qual deve ser utilizado para iluminar o trecho na frente do automóvel sem ofuscar a visão dos outros condutores. É recomendado que este farol seja usado durante o dia e à noite. Já o farol alto ilumina um trecho bem maior na parte da frente do automóvel, com um facho mais potente e um ângulo mais elevado, comparando com o farol baixo. Este farol deve ser usado somente em casos extremamente necessários, pois ofusca a visão dos outros motoristas.

As luzes de posição, chamadas também de lanterna, devem ser utilizadas se o carro estiver parado na via, para embarque ou desembarque de passageiros e se estiver chovendo, durante o dia. O DRL (Daytime Running Lights) funciona como o farol baixo nas rodovias, porém, por segurança, é recomendado que o farol baixo seja acionado mesmo com o DRL. Os faróis de milha tem um facho estreito e potente, por isso, só devem ser usados em estradas sem iluminação.  Enquanto os faróis de neblina tem o facho largo com posição perto do chão e, desta forma, é possível iluminar a frente do automóvel, o que permite que o condutor enxergue as marcações horizontais da pista.




Você precisa de ajuda para regularizar o documento de seu veículo? Recebeu uma notificação de infração de trânsito (multa) e e deseja recorrer? Então você precisa de um Despachante Online. Conheça nossos serviços. Saiba mais.
Este site divulga conteúdos baseados em informações do Detran de seus respectivos Estados, e facilitando a vida do cidadão com informações sobre Multas, IPVA, CNH, Agendamentos, além de dicas sobre o trânsito e concursos públicos promovidos pelo órgão.
Dessa maneira, estamos à disposição do cidadão brasileiro para oferecer informações, e que esta se reverta em facilidades.