Fugir do local de acidente é crime e pode resultar em prisão


Agora, de acordo com o previsto no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), qualquer motorista que fugir do local de um acidente pode ser preso por seis meses até um ano.



Foi decidido pelo STF (Supremo Tribunal Federal) que o artigo 305 descrito no CTB é constitucional, o resultado da votação para esta decisão foi de 7 votos a 4. Conforme definido pelo artigo 305, o condutor pode pegar detenção de seis meses a um ano se o mesmo deixar o local do acidente de trânsito, tentando fugir da sua responsabilidade penal ou civil, ou seja, com a intenção de não ser processado caso atropele alguém ou para não ter que pagar o conserto do outro veículo envolvido no acidente, por exemplo.

Segundo a maioria dos ministros do STF, esta medida não influencia no direito que todo cidadão tem de não produzir provas contra si mesmo, já que se for comprovado que houve uma situação excepcional, nenhuma punição deve ser aplicada. Nos casos em que o motorista estiver ferido ou correndo risco de ser linchado ele poderá deixar o local, pois, desta forma, esta atitude não será considerada crime. A nova medida já está valendo para os 130 casos parecidos que estão em andamento na Justiça neste momento.




Você precisa de ajuda para regularizar o documento de seu veículo? Recebeu uma notificação de infração de trânsito (multa) e e deseja recorrer? Então você precisa de um Despachante Online. Conheça nossos serviços. Saiba mais.
Este site divulga conteúdos baseados em informações do Detran de seus respectivos Estados, e facilitando a vida do cidadão com informações sobre Multas, IPVA, CNH, Agendamentos, além de dicas sobre o trânsito e concursos públicos promovidos pelo órgão.
Dessa maneira, estamos à disposição do cidadão brasileiro para oferecer informações, e que esta se reverta em facilidades.